Gabi Lubies, Diva Fitness dispara: “não é porque sou mãe que deixei de ser mulher” - Instafamosos
  • Gabi Lubies, Diva Fitness dispara: “não é porque sou mãe que deixei de ser mulher”

    Gabi Lubies, Diva Fitness dispara: “não é porque sou mãe que deixei de ser mulher”

    Gabi Lubies, Diva Fitness WBFF, fala sobre auto-estima, boa forma e beleza após a maternidade, e afirma que não deixou de ser mulher porque tornou-se mãe

    Visualizar esta foto no Instagram.

    Fui procurar fotos minhas de 2009 e vi o quanto o meu #10yearschallenge é muito especial!😍😍😍 . Nessa época eu estava grávida do meu primeiro filho e um monte de receio passava na minha cabeça, já que nessa época eu ainda estudava pra concurso, tinha medo de não passar e de não conseguir mais arrumar um emprego com filho pequeno, tinha receio de não saber ser mãe, tinha medo de engordar muito e não conseguir mais voltar ao meu peso habitual (podem achar bobeira, mas para muitas mulheres isso é um receio sim)… enfim eram muitas neuras!! . Passados dez anos eu sobrevivi e meus filhos também (tinha medo de não saber nem alimentar uma criança, mas eu até que soube😂😂😂), além do Thiago tive um ano e dez meses depois o Guilherme, passei nesse período em três concursos públicos, fiz amigos novos e mantive os antigos, reencontrei pessoas especiais, viajei, cantei, dancei, virei atleta em uma nova modalidade que virou uma nova paixão… Af, eu vivi bem esses anos, assim como tenho certeza que viverei os próximos 10 e mais 10 e mais 10… . #10yearschallenge #gabilubies #wbffmodels #wbffprodiva #seguidivas #todanulheréumadiva #fitnessmodel #fitnesscompetitors #beautiful #gorgeous #girlswithmuscle #stronggirl#fitmodels #dreambody #glamour #thebestofthebest

    Uma publicação compartilhada por Gabi Lubies (@gabilubies) em

    A mulher é sempre um símbolo da beleza, e tem de fato a sua auto-estima interior, que a faz cuidar de si, maquiar-se, e estar de bem com o corpo. Em sua maioria, as mulheres gostam de ser notadas e elogiadas, e isso as faz sentirem-se mais vivas, e mais de bem consigo mesmas.

    A Diva Fitness WBFF (World Beauty Fitness Fashion) Gabi Lubies acredita que mesmo após ter filhos, a mulher não precisa se anular, e pode sim cuidar de si: “Quando nasce uma criança, nasce uma mãe, mas não precisa morrer uma mulher. É comum que fiquemos nesse quadro de dedicação quase que exclusiva aos filhos durante muito tempo, e muitas vezes, acabamos esquecendo de nós mesmas e entrando no automático. Antes de sermos mãe, somos mulheres, e acho complicado e arriscado esquecer o que somos e até mesmo o que nos levou até ali”, comenta.

    Gabi Lubies aponta que o instinto materno fala muito alto, acima dos interesses pessoais: “Estou pra ver a mulher que, consciente ou não, não tenha esquecido de si, ainda que só um pouquinho, depois da maternidade. Quando um bebê nasce, ficamos tão ligadas a ele que esquecemos de olhar para nós mesmas. No começo, acho até natural, afinal não sabemos como ser mãe e vamos aprendendo e vendo que somos capazes de criar e cuidar de uma criança dia após dia”.

    Para a Diva Fitness, cuidar de si não é sinônimo de ser uma mãe ruim: “respeito quem decide fazer isso, mas particularmente acho que existem outros caminhos e que não é isso que fará uma pessoa ser boa ou má mãe. Não posso jogar a culpa neles por eu ter que trabalhar pra sustentá-los, nem a responsabilidade por ter engordado pra gerá-los, nem a responsabilidade por não cuidar de mim, por não ir atrás dos meus sonhos, por não ter tempo, etc. Eu escolhi ser mãe, a responsabilidade é toda minha e não deles. Penso que quando cuido de mim, em especial da minha saúde, estou também, de algum modo, dando a eles a oportunidade de ter a mãe dos meus filhos na Terra por mais tempo”.

    Gabi acredita que ser mãe só acrescenta à vida de uma mulher, e que forma física e estética são recuperáveis depois da gravidez, e que a mulher não precisa abdicar da auto-estima para ser mãe: “Sou exemplo vivo disso. Optei que seria mãe e que continuaria sendo uma mulher que buscaria a felicidade e realização pessoal, pois acredito que a maternidade não subtrai nada da mulher, ao contrário, ela soma. A maternidade não nos diminui, ela nos torna mais fortes, mais capazes. É só uma questão de canalizarmos todo esse potencial para sermos as mulheres que queremos ser”, conclui

    arrow